A embalagem PET na UTI

Sempre que tratar de orquídeas, principalmente as que estão com problemas de pragas, doenças,cortes ou são muito novinhas ainda e que podem ser facilmente atacadas por fungos, bactérias, etc. procure usar luvas.

Deixe á mão tudo o que você vai precisar para tratar da sua planta.
1 – a própria planta
2 – A estufa (garrafa ou outra embalagem pet que será usada como uma mini-estufa)
3 – O suporte da planta (garrafa pet pequena)
4 – O substrato que vai conter os nutrientes (um que retenha líquidos mas não em demasia). Tem que estar previamente esterilizado.
5 – Solução de cloro a 5% (50ml de cloro em 1 litro de água)
6 – álcool
7 – pasta ou outro produto para curar cortes (Se não tiver, utilize a receita da pasta curativa listada no final)
8 – 1 litro de água destilada ou mineral ou filtrada
9 – Biofert Raiz
10- Adubo DynaGro 10-5-5 ou Peters 30-10-10
11- Adubo Biovim
12- Super Thrive

 

ESTUFA

Para fazer a estufa, corte 2 garrafas pet transparente cristal que tenha o corpo liso na parte de cima, onde começa a parte lisa da garrafa. Devem  ser colocadas dentro da outra, 1 ou 2 centímetros da borda. Devem também ficar bem justa sem nenhuma dobra ou ondulação onde possa entrar o ar.
Para o suporte usar uma garrafa pet no mesmo estilo das anteriores porém cortar tanto em cima como embaixo, ficando com um cilindro pet transparente.
Lave bem a mini-estufa e o suporte da planta com a solução de cloro a 5% e depois com álcool.

                                                                                               PLANTIO

Lave a planta com a solução de cloro a 5% e em seguida com água pura.
Se a planta tiver algum corte passe uma camada bem leve de pasta curativa.
Misture 3 ml de Biofert raiz + 3 ml de adubo Dyna-Gro ou 1 colher de café de adubo Peters + 5 ml de adubo Biovim + 1 ml de Super Thrive + 1 litro de água para fazer a solução nutritiva.
Separe a quantidade de substrato que vai utilizar coloque numa vasilha (previamente lavada com cloro e álcool) e cubra com a solução nutritiva. Deixe ficar por 1 a 2 horas. (Não jogue fora o que sobrar da solução).

Aperte o substrato com a mão até escorrer todo o excesso de solução (deve ficar molhado mas não pingando e nem escorrendo) coloque no fundo da embalagem. Coloque o suporte da planta sobre o substrato bem no centro. Posicione a sua planta de maneira que ela fique suspensa sobre o substrato, sem encostar nas laterais da embalagem porem que fique firme no lugar. Qualquer outro material que for utilizar para fixar tem que ser previamente lavado com cloro e álcool. Feche bem a embalagem.
Escolha um local arejado onde não será mexido a todo instante e não muito escuro. Se puder, deixar apanhar sol da manhã ou do final da tarde (da manhã é melhor). Isto não é essencial no primeiro estágio mas depois que começarem a surgir os primeiros brotos ou raízes o sol da manhã será necessário.

 

                                          

                                          

                                          

 

por Edgard S. Miranda

3 comentários sobre “A embalagem PET na UTI

    • Olá Ricardo Paulo, tudo bem?

      Já se cadastrou em nosso fórum? Lá você encontrará várias pessoas amantes de orquídeas assim como você e poderá ajudar várias outras pessoas.

      Muito obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *